11.11.09

é quase meio-dia. Mariana está na casa-de-banho a pintar o cabelo. Maria Rita está no hospital e Antero saiu para ir ao mercado. eis quando tocam à campaínha. horrorizada com a ideia de ter de abrir a porta naqueles preparos, Mariana faz orelhas moucas. só que a campaínha persiste. seja lá quem for parece estar determinado a tocar até lhe abrirem a porta. relutante, Mariana enrola uma toalha na cabeça e dirige-se ao hall de entrada. é Amélia quem tanto insiste em ser atendida. e começa dizendo: espero não estar a incomodar. com um sorriso angelical adianta: venho convidá-los para jantarem em minha casa amanhã. Mariana agradece o convite e prepara-se para fechar a porta no momento em que Antero chega. trocam-se cumprimentos de cortesia. Amélia parece esvoaçar de felicidade. marido e mulher trocam um olhar cúmplice. entretanto, Josefa estranha a vizinha não ter vindo conversar à janela e entretém a solidão com juízos de valor sobre este silêncio. insegura, chega a convencer-se que Mariana a está a castigar pelo lanche a quatro. uns quarteirões à frente, Maria Rita prepara-se para interromper o turno e almoçar com Zeca. o beijo deixou-a bem-disposta mas custa-lhe a acreditar que o vizinho não tenha pretendentes.

ilustrado por Ana às 12:35

texto a partir da imagem...
as autoras
arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

28

30


RSS
eXTReMe Tracker