25.01.10

Madalena escuta o vento. o corpo esquálido balança ao sabor da brisa. o ar uiva por entre os cabelos. nuvens de areia recriam dunas. o mundo perdeu a cor. no abraço de uma tristeza antiga. Madalena testemunha o diálogo entre o vento e a areia. sussurrado aos ouvidos. o horizonte amplo convida à calmaria. cheira a mar. Madalena fecha os olhos e é inundada pelo azul. a luz aquece-lhe o corpo. de olhos fechados a alegria sorri-lhe. algures uma centelha renasce no coração. a esperança prevalece no horizonte da alma. no silêncio da paz interior Madalena escuta o vento cantar-lhe palavras de amor.

ilustrado por Conceição às 15:22
escrito por Ana em 03/02/2010 às 17:50

texto a partir da imagem...
as autoras
arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22

24
26
27
28
29
30

31


RSS
eXTReMe Tracker