23.11.09

mas o coração de Lúcia dói. não se espanta pois desde que Zeca lhe fala em Maria Rita nota uma jovialidade e um vigor de viver mais intenso do que desde há uns tempos. a relação deles estagnou numa boa amizade colorida e foi ela quem a deixou estagnar, pois no seu coração era mais. mas por razões várias e por ver que Zeca se não interessava por mais ninguém deixou correr como estava. feliz pelo sucesso de Zeca no campo de trabalho encontra aí uma legítima e boa saída para festejarem e a sua tristeza não ser visível. sabe que Zeca está triste por a magoar (ele nem imagina como lhe dói) e quer minimizar e também não dar parte da fragilidade que sente. Maria Rita foi almoçar a casa e contou aos pais o relacionamento que Zeca mantivera e que, por aquela hora estava a falar com Lúcia a pôr-lhe fim. para além de que já lhe havia falado nela, Maria Rita e que inclusive já se conheciam e contou-lhes a ida de Lúcia ao hospital e serviços mútuos em prol de terceiros que haviam logrado nesse breve encontro. surpreenderam-se os pais pela ética de Zeca ao falar, desde logo, em Maria Rita à amiga. homem de bem, não há dúvida disse Antero. homem em quem se pode confiar acrescentou Mariana, feliz pela filha. olharam um para o outro e sorriram felizes acrescentando temos uma novidade para comunicar ao jantar. Maria Rita bem tentou saber mas fecharam-se em copas, tem paciência filha, ao jantar, ao jantar...e deram-se as mãos sorrindo tranquilos

sinto-me:
ilustrado por Conceição às 19:35

texto a partir da imagem...
as autoras
arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

28

30


RSS
eXTReMe Tracker