20.11.09

Mariana ficou um pouco na sala a falar com a filha. conversas de mulheres disse rindo para Antero. Maria Rita estranhou. tão pouco usual era esta boa disposição e disponibilidade da mãe que só costumava falar de assuntos do quotidiano ou as conversas sobre análises que emitia sobre terceiros. mais surpreendida ficou quando a mãe lhe disse: estou tão feliz com o teu pai. e também por ti, claro...perdendo-se em devaneios. Maria Rita sorriu e beijou-a. era a primeira vez que a mãe expressava ou falava de sentimentos, emoções. pelo menos desde que ela se lembrava. mais surpreendida ficou quando a mãe continuou sabes que a D. Josefa, quando foi arranjar o cabelo, ganhou uma massagem grátis e me contou o bem-estar que sentiu e que  irá repetir? de tal modo falou de como se sentiu que me entusiasmou. combinámos ir as duas marcar uma! se o queixo não fizesse parte de um sistema ósseo complexo o de Maria Rita teria despencado e caído ao chão tal o espanto...O que teria sucedido a sua mãe? era outra pessoa. bom, oxalá assim continue pois seremos todos mais felizes. principalmente o pai e ela. o telemóvel tocou e sobressaltou-as na doce mornidão de ternura em que se encontravam. era Zeca a dar-lhe um beijo de boas noites. Mariana aproveitou o sobressalto do toque para se despedir da filha e juntar-se ao marido que a esperava já deitado. Clotilde tratou da mãe, fez um chá de tília para si pois sentia-se enervada e necessitava dormir e decidir o que fazer pois apesar do polimento de todos sentira-se um pouco à margem.com quem convivia mais, dentro de portas, era com Amélia e esta estava ocupada no seu papel de anfitriã cuidando de tudo e de todos e com Eleutério mas naquela noite o homem parecia possesso, de forma que ficou à deriva. a vizinha do 2º E e o marido pareciam estar em lua-de-mel e pouco espaço deixavam a uma terceira pessoa, D. Josefa e Joaquim pareciam ter conversas a pôr em dia tal a conversação pegada. ficou para ali um pouco à deriva. pensou tenho de me acalmar e amanhã, com a cabeça fria penso no que fazer. não quero ficar para aqui desgarrada como leprosa.

sinto-me:
ilustrado por Conceição às 14:45

texto a partir da imagem...
as autoras
arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

28

30


RSS
eXTReMe Tracker